top of page

Comunicação não violenta na prática


A comunicação não violenta é uma habilidade de comunicação que cria diálogos conscientes, baseados na empatia. É o exercício constante, antes de falar, me colocar no lugar do outro e imaginar como minhas palavras podem ser recebidas. Se eu sentir que existe qualquer tipo de julgamento, acusação ou suposição que possa criar um conflito, significa que preciso mudar a forma como vou falar.



A sequencia a seguir tem bons exemplos de substituição:


1 - Use a observação, ao invés do julgamento e da acusação.

2 - Dê nome aos sentimentos.

3 - Justifique ou reconheça o acontecimento e

4 - Faca pedidos ao invés de exigências.


Substitua frases do tipo:


1- Você sempre faz isso (acusação)

2 - Porque você nunca me apoia? (julgamento)

3 - Eu faço tudo sozinha! (sentimento sem nome)

4 - Quando você vai fazer o que eu pedi? (julgamento/exigência)


Por:

1 - Eu percebi que você ... (observação)

2 - Quando você faz isso, eu me sinto sozinha/triste/ excluída (sentimento nomeado)

3 - Pois parece que meus projetos não são importantes para você. (justificativa)

4 - Será que você poderia me ajudar com.... (pedido)


Sempre falamos que o dialogo resolve tudo, mas se esses diálogos forem de acusações e julgamentos o conflito não só não se resolverá, como pode criar mais mágoa. A comunicação não violenta é o caminho para a harmonia e a cura das nossas relações.


Você já conhecia esse tema? O que acha da proposta?

Comments


bottom of page