top of page

CASEI! Como foi o dia mais importante da minha vida

No dia 23 de setembro, eu vivi o dia mais importante de todos: o meu casamento com o Maykon Rissi, o amor da minha vida.


Foi um dia mágico, cheio de emoções, de alegria e estávamos rodeados de muito amor, não só o nosso, mas também o das pessoas que nos amam. Dava quase para tocar nossa felicidade, a gente estava radiante e muito gratos por poder celebrar ao lado das pessoas que são importantes para nós.


Tava uma linda tarde de sol, nossa cerimonia foi realizada no gramado, lugar lindo!

Maykon recepcionando os convidados antes da cerimônia começar
Nossos amigos e familiares chegando para a cerimônia

Em primeiro plano, da esquerda para a direita: Juninho, meu amigo, Nauana, minha madrinha, (de rosa) e minha irmã e tambpem madrinha, Beatriz (laranja)

A data não poderia ser mais perfeita, pois coincidiu com a chegada da primavera, a estação das flores e do renascimento então nosso casamento foi a celebração do nosso amor, e da esperança por um futuro florido e feliz.



Vlog dos bastidores

Fui para o salão as 10h30 da manhã e só saí de lá as 15h. Se você quer ver como foram os bastidores desse dia lindo e maluco, se inscreve no meu canal do You Tube, nesse link aqui, que vai ter um vlog completo, ou pelo menos até onde eu consegui gravar, porque depois de certa altura, você realmente não consegue mais pegar no telefone.



Bastidores, meu sapato, perfume e as joias. A coroa ja estava na cabeça essa hora haha

O Maykon me enviou um buquê de flores, no salão, com um bilhete "Te vejo no altar, meu amor!!" muito príncipe ♥

Brinde com as madrinhas, no salão de beleza

Sobre a cerimônia

Nossa cerimônia foi realizada na Chácara Catarina, aqui no nosso país, Cascavel. Fizemos uma celebração religiosa ecumênica que foi conduzida por um reverendo da Igreja Luterana. A cerimônia foi transmitida ao vivo pelo meu Instagram, quem tiver paciência e quiser assistir ela ainda está disponível.



Cerimônia religiosa ecumênica, realizada pelo Reverendo da Igreja Luterana de Cascavel

Meu vestido

Meu vestido foi desenhado especialmente para mim, pela maravilhosa Thais Fabrini, do Atelier Gabriela Zeferino. E a experiência de ter seu vestido feito exatamente como você sempre sonhou, é indescritível. Só tenho a agradecer por ter escolhido um atelier com profissionais maravilhosos e poder contar com o talento da Thais que captou exatamente a minha essência e colocou nesse vestido. Surreal!


Esse laço enorme nas costas é simplesmente TUDO para mim, era meu sonho!

Fingindo costume cof! cof! rsrsr

Sobre a decoração

Nossa decoração foi com o tema tropical: Folhas de coqueiro, costela de adão, antúrio, estrelícia e alpina. Disseram que é algo muito diferente do que normalmente rola nos casamentos da cidade, mas a gente só escolheu flores que representassem nossa vibe, E nós, definitivamente não somos um casal dos clássicos rosa e boho chic. Rrrs!


Arranjo do corredor, na cerimônia

Arranjo do altar
Macro da mesa dos noivos e, atrás, nossa mesa de doces

Um casamento diferente ou só com a nossa cara?

Eu e o Maykon somos meio aversos à seguir protocolos, gostamos de nos sentir bem nos lugares que estamos e isso implica, fazer coisas do nosso jeitinho. Cada coisa que eu e ele resolvíamos inserir no casamento, e propúnhamos para os fornecedores, para não nos decepcionar, alguns falavam "Hum, diferente, né?" hahahaha. E, acredite, se tem uma coisa que NINGUÉM FAZ é falar não para uma noiva, então, quando chegar a sua vez, aproveita!


Bom, então vamos lá, o que a gente teve de tão diferente assim, na verdade são coisas que só não foram feitos aqui na nossa cidade, Cascavel, interior do Paraná, porque basta você dar um Pinterest com a palavra "casamento" que tem de tudo. A gente só adaptou e deixou cada detalhe com a nossa cara.


  • Pintura ao vivo

Tivemos uma artista plástica, a Tamires, que fez uma pintura ao vivo, da nossa cerimonia, durante a cerimonia.

  • Jornal com nossa história e algumas brincadeiras

É óbvio que a jornalista aqui, ia ter que fazer a profissão aparecer em algum lugar dessa festa, e assim foi. Vi essa ideia no Pinterest e amei. Fizemos uma edição especial, que contava com detalhes da programação da feste em geral (claro!), lista dos padrinhos, algumas brincadeiras sobre nós, e claro, nossos gatos. Quem quiser ler pode acessar a publicação [nesse link aqui]


Ficaram numa cesta, na entrada da cerimônia, para entreter os convidados enquanto eles esperavam
O Maykon escreveu alguns textos, eu outros e eu mesma que diagramei

  • Músicas

Se tem uma coisa com a qual eu tenho um sério problema é com fazer o que todo mundo tá fazendo, para mim, fica algo muito mecânico e sem sentido. Então o coral teve um certo trabalho a mais para ensaiar as nossas músicas que eram completamente diferentes da lista de sugestões que eles enviaram. Escolhemos músicas bem peculiares e que representassem a nossa vibe. Segue a lista pela ordem de entrada, para ouvir é só clicar sobre o nome da música, em rosa.


Entrada dos nossos pais - Oração, a banda mais bonita da cidade. (Tá, essa foi clichê!)

Entrada do Maykon - Apenas um Rapaz Latino Americano, Belchior

Entrada dos Padrinhos - Nothing else matters, Metallica

Minha entrada - Amor de Índio, Roupa Nova (mas eu amo mais essa versão da Maria Gadu que é a que coloquei no link)

Entrada das alianças - Stand by Me - Ben E. King

Nossa entrada no salão - Firework - Katy Perry

Nossa primeira dança - Can' t take my eyes off You - Frankie Valli


Aliás, demos um show na nossa primeira dança, que você pode conferir nesse link


  • Avós levaram as alianças

Quem levou nossas alianças foram nossas avós. As únicas que ainda estão conosco, são as duas avós do Maykon, então decidimos fazer essa homenagem que também simboliza um pedido de benção dos nossos ancestrais, em sinal de reconhecimento e gratidão.


Vó Nila, à esquerda, levando nossas alianças, e vó Helga, levando os nossos votos

  • Não joguei o buquê

Apesar de algumas amigas e parentes solteiras terem me pedido, eu não joguei o meu buquê. Foi por egoísmo de manter ele só para mim? Não, nesse caso a gente vai mais além, sobre algo que desde muito nova já me incomodava nesse ritual.


Primeiro, eu me questionava, porque só as mulheres tem que disputar o buquê? Como se o fato de pegar o buquê (e por uma teoria mística, ter a confirmação que sim, um dia você vai se casar) fosse a única coisa que torna a mulher bem sucedida. E algumas comemoram como se fosse, isso me assustava um pouco.


Outra coisa que sempre me incomodou profundamente, é que, quando a moça que pega o buquê já estava em um relacionamento, as amigas dela comemoram como já falei ali em cima, enquanto os amigos do namorado explodiam em sarro, e zoeiras para cima do rapaz.


Gente como assim? Quer dizer que a pegar um buquê é quase uma sentença de morte pra o homem? Sempre achei ridículo, então no meu casamento, decidi que não queria abrir espaço para esse tipo de coisa.

  • Entretenimentos

A gente não queria aquela festa em que algumas poucas pessoas se divertem dançando e outras, que não gostam de dançar, ficam sentadas, com sono e vaõ embora cedo. Como o Maykon adora jogar video game e a maioria dos amigos dele também, alugamos um fliperama e dois simuladores de corrida e pegamos um playstation emprestado para que essa galera pudesse curtir a festa do próprio jeito.


Por um bom tempo foi a área mais disputada da festa haha

Maykon arrasando no simulador

Fui dar um apoio moral para o meu amor

Até eu arrisquei uma corrida

Bom, para a minha galera, amigos e familiares que conheço muito bem, a gente planejou karaokê, logo no início da noite, e a playlist do DJ, para a balada que se seguiu, foi pensada especialmente para eu e minhas amigas revivermos os tempos dourados da nossa época apocalíptica (pelo menos por uma noite, já que agora é só dor nas costas e role que começa as 18h e termina meia noite hahaha)

Eu e meu amor abrimos o karaokê, juntos, cantando Evidências
Cantando, aquela de doer, com meu amigo Well
Minha irmã mandando Fundo da Grota, certeza
Foto oficial do reencontro do meu grupinho apocalítico lá de 2013, agora, pra juntar todo mundo, é só de cindo em cinco anos, mas a gente se fala todo dia pelo whatsapp

A gelera tava animada

Como foi a festa?

Não é para me gabar, mas eu tenho fama de dar festa boa. E a do casamento foi surreal! A gente não queria nada tradicional, nem muito protocolos que nos impedissem de curtir aquela noite, então fazer a festa com a nossa cara foi uma escolha muito sábia. Contratamos uma empresa especializada em drinks e coquetéis que arrasou nos drinks da noite. Esse foi nosso cardápio.



Feitos um para o outro ♥


O Maykon é o amor da minha vida e a gente combina em VÁRIAS coisas, mas em algumas somos tão diferentes, que é para um completar o que falta no outro. Cada um de nós curtiu a a festa à sua maneira. Esse vídeo aqui em baixo, feito pela Carol, uma das nossas madrinhas, é o puro suco das nossas duas personalidades. Postei no TikTok, link aqui.



Ressaca de uma semana: Ninguém me avisou que a vida adulta seria isso


Foi aproveitamento total, mas o PT foi total também. Eu tomei, veja bem, DEZ drinks com Vodka kkkkk.


Chegamos em casa, trazidos por nossos padrinhos e vizinhos, Wellington e Lucas, às 2 da manhã. Considerando que, depois dos 30, a ressaca é sempre cruel, eu levei uma semana para me recuperar kkkkkk


E eu juro que não tô exagerando: eu perdi o taquinho do salto do sapato, torci meu pé, continuei dançando, tive uma contratura no ombro na semana anterior ao casamento, de tão tensa que eu estava, e ela voltou com tudo depois da festa (ainda tô no anti-inflamatório que o ortopedista recomendou).


Sem contar o estômago ruim. Já que fazia bem uns dez anos que meu fígado não via tanta Vodka de uma vez só, aliás, que ele não via nenhuma Vodka, que ele perdeu completamente a capacidade de me ajudar a processar qualquer alimento por uma semana.


Quanto gastamos?


No início nosso orçamento era para uma festa pequena e pensamos em gastar até 20 mil reais. Só consigo me lembrar desse meme com uma legenda do tipo: "Sabe de nada inocente"






Mal sabíamos nós a armadilha que organizar um casamento te reservam porque você vai se empolgando, coloca só mais isso aqui, só mais aquilo ali e a cona vai aumentando. No final, contando com os imprevistos da ultima hora gastamos algo em torno de 70 mil reais.


Em ordem, do mais caro para o mais barato foi o seguinte: Buffet (sempre vai ser o mais caro), Decoração, Fotografia, DJ e Roupas (vestido de noiva e terno).


Nosso bolo foi bolo gelado, nada tradicional mas todo mundo gosta então para nós foi uma escolha óbvia. Quem fez nosso bolo e nossos doces foi minha prima Luana Deola que é doceira de mão cheia e deu um show de competência e sabor.


Além de lindos, estavam uma delícia

É aqui que todas as restrições de açúcar e lactose vão por agua a baixo

Com a decoração perfeita, da Tainá, da Grolli Eventos, tudo ficou tão lindo ♥


Como não enlouquecer na organização do seu casamento?

Organizar tudo isso, sem perder prazos e conseguir bons fornecedores, foi um trabalho de um ano, que, claro não estivemos sozinhos. Contamos com a assessoria da Vanessa Gomes que é especialista em casamentos e cerimonialista. E eu só agradeço a Deus pela sorte que tivemos de ter ela e as meninas da equipe dela ao nosso lado .




Uma última coisa

Eu só tenho a agradecer a todos que fizeram parte do nosso casamento, que nos ajudaram a realizar o nosso sonho e que nos deram tanto carinho e apoio. Eu também quero agradecer ao meu, agora, esposo, Maykon, que é a realização de todos os meus sonhos em um parceiro de vida, meu melhor amigo e meu amor.


Eu te amo mais do que eu imaginava que era possível amar alguém e sou a mulher mais feliz do mundo por ter você do meu lado. E que esse post seja algo que fique aqui para sempre, para me lembrar e contar para os nossos filhos sobre o dia mais feliz da minha vida.


Você, com sua capacidade única de dar explicações criativas para temas complicados, com seu humor sempre tão pontual, com sua maneira de me amar e me deixar livre para ser eu mesma, é uma faísca deliciosa de leveza e alegria que torna cada dia ao seu lado uma ocasião especial. Eu te amo.


Sempre sua, Bethania ♥





bottom of page